Rede de Studios fatura mais de R$ 1,7 bilhão nos EUA

COMO ESTA MÃE SOLO FOI DEMITIDA E ABRIU UMA REDE DE ACADEMIAS QUE FATURA R$ 1,7 BILHÃO
Conheça Ellen Latham, que começou dando aulas de pilates em casa e hoje comanda a Orangetheory Fitness, que tem 750 unidades nos Estados Unidos


Ser demitida foi o impulso que faltava para a empresária americana Ellen Latham criar o seu negócio. Hoje, a Orangetheory Fitness tem 750 estúdios e 500 mil clientes. Mas começou de uma maneira muito mais simples.

Foi em 1996 que a empresária, então com 40 anos, solteira e mãe de uma criança de nove anos, perdeu o emprego. “Trabalhava em uma academia que enfrentava problemas financeiros e acabou cortando a minha vaga”, disse ela à “Inc.”

Após a demissão, decidiu dar um novo passo em sua vida. Foi fazer um curso para dar aula de pilates – ela também tem um diploma de mestrado em fisiologia do exercício. Além da capacitação, foi empreender. A princípio, ela começou dando aulas de pilates em um quarto de sua casa.


O negócio logo fez sucesso e ela conseguiu um público grande o suficiente para abrir seu próprio estúdio de pilates. Posteriormente, Ellen ficou sabendo que a maioria de seus clientes estava correndo ou fazendo aulas na bicicleta ergométrica para obter os resultados de queima de gordura que o pilates não oferecia. Foi quando surgiu a ideia de criar um treino que faria tudo.

O resultado foi uma aula de uma hora que estava formando até lista de espera. Uma das clientes de Ellen era casada com um executivo do mercado de franquias, que a incentivou a expandir o negócio por meio do sistema.

Com o passar do tempo, a rede foi crescendo e eventualmente chegou a centenas de unidades nos Estados Unidos.

O que diferencia o treino da Orangetheory, de acordo com Ellen, é a combinação de resistência e força física. A atividade faz os participantes queimarem de 500 a 1.000 calorias em uma aula de 60 minutos. As aulas incluem o uso de máquinas de remo, esteiras e pesos livres, além de monitores cardíacos que acompanham o progresso.

Em 2016, a empresa faturou US$ 451 milhões, cerca de R$ 1,7 bilhão – um enorme salto em relação à receita de US$ 87 milhões (R$ 361 milhões) registrada em 2014.

Ellen, que ainda dá aulas todas as semanas, nunca esperava ver sua empresa crescer tão rapidamente.


Mas mesmo com o sucesso, ela diz que o dinheiro não é a parte mais recompensadora do negócio. “Meu maior legado é que eu posso tocar a vida de outros seres humanos por meio do condicionamento físico”, diz ela.

Créditos:

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Compare items
  • Total (0)
Compare
0