Concursos Públicos: Uma boa opção para Personais

674458-Como-se-preparar-para-a-prova-física-do-concurso

Preparação física para concursos: antecipar-se é a melhor solução!!

O TRAINER BRASIL resolveu divulgar o artigo do professor Felipe para apresentar uma visão mercadológica de um bom nicho de atuação para os Personais, dispostos a trabalhar na preparação dos candidatos à aprovação em um concurso público.

O texto do autor é direcionado aos candidatos, traz dicas e informações com os cuidados na preparação física para a aprovação em concursos públicos  que tenham como fase eliminatória provas físicas.

Na exploração econômica, existe a possibilidade para a atuação individual, na formação de pequenos grupos, venda de provas físicas simuladas para os candidatos vivenciarem a realização das provas, e a venda de planilhas por prescrição a distância, são algumas das maneiras do personal monetizar seus ganhos com este segmento.

Fica a dica para a reflexão dos profissionais, se essa pode ser a sua praia para atuação e se tem um mercado que seja financeiramente viável em sua região.

Vamos aos argumentos do artigo do professor Felipe sobre a matéria, bem como, fica a sugestão de uma visita em seu site e canal do Youtube com outros textos e vídeos bem interessantes e úteis aos Personais.

Resumo em tópicos:

  1. Saúde física e mental melhora a qualidade do estudo.
  2. O exercício físico, além de ser uma maneira para manter o corpo são, pode ser uma boa estratégia para aliviar as tensões impostas pelas cargas de estudo.
  3. Não é necessário mais do que 30 minutos, algumas vezes por semana, para atingir os objetivos desejados.
  4. Muitos casos de reprovação em concursos se devem ao equívoco de começar a preparação ao saber que foi aprovado na prova teórica, poucos meses antes da prova física.
  5. Dependendo do caso, a preparação pode levar mais de um ano.
  6. Outro erro comum é não buscar uma prescrição de um profissional capacitado, muitas vezes realizando os treinamentos por si mesmo.
  7. A preparação, ainda que demorada não apresenta um alto grau de dificuldade.
  8. Deve ser frustrante estudar alguns anos, ser aprovado nas provas teóricas e não poder assumir o cargo tão sonhado por negligenciar técnicas adequadas de preparação física.   

Contexto sociocultural atual dos concursos públicos

Com o desenvolvimento da sociedade e o aumento das taxas de desemprego, cada vez mais as pessoas abdicam temporariamente de empregos que demandem altas cargas horárias para estudar para prestarem concursos públicos por oferecerem bons salários, bons planos de carreira e uma estabilidade financeira. As provas de concurso, normalmente são compostas de etapas teóricas, provas físicas, médicas e psicológicas.

Em alguns casos, negligencia-se a saúde física, mental e social para estudar e um dos maiores erros é colocar a quantidade de estudo acima da qualidade de estudo. Muitos dos aprovados relatam que suas rotinas tinham horários reservados para lazer social e para a prática de exercícios. Manter-se saudável e em boas condições físicas não só melhora o rendimento dos estudos, mas também, facilita muito na hora da prova física.

O maior erro dos “concurseiros” é acreditar que a prova física demanda uma preparação simples e que as provas são fáceis. A preparação física para uma prova pode levar de meses a anos, e deve ser frustrante ver uma carreira pública ruir devido a uma reprovação em prova física.

Outra grande dificuldade é que muitas vezes a composição corporal da pessoa não é favorável. Como exemplo, uma pessoa com sobrepeso terá muita dificuldade em provas de corrida e de barra fixa por ter que elevar ou deslocar o seu peso e pessoas com pouca massa muscular não terão força suficiente para realizar a prova da barra fixa, mesmo sendo magras, além de terem dificuldades nos saltos.

Quando é necessário emagrecer ou ganhar massa muscular para conseguir realizar a prova, o tempo de preparação deve ser mais longo, devendo começar concomitantemente à iniciativa de estudar para as provas.

Corrida

É uma prova que avalia a capacidade cardiorrespiratória do candidato. Nas provas, normalmente não se exige muito do candidato, porém, pessoas destreinadas ou com sobrepeso, provavelmente, terão dificuldades em completá-la.

Certamente, o maior empecilho nesta prova é o excesso de gordura corporal. Para facilitar esta compreensão, experimente correr 1km com uma garrafa de 2 litros cheia numa mochila confortável, depois corra sem esta e perceberá a diferença que 2kg a mais fazem numa corrida longa. Imagine se isso for da ordem de mais de uma dezena.

No entanto, caso a composição corporal esteja adequada, o treinamento de alguns meses pode ser o suficiente para atingir o objetivo, e, em todos os casos, é necessário realizar avaliações e testes físicos para basear a prescrição do treinamento e acompanhar as evoluções.

Vale lembrar que a técnica adequada de corrida, além de favorecer o desempenho, reduz o risco de lesões.

Como as provas costumam ser de longa distância, um erro comum dos candidatos é treinar apenas corridas longas, porém, a realização de sprints de velocidade e treinos de média distância em velocidades mais altas podem melhorar muito o treinamento, desde que prescritos adequadamente, além de serem mais efetivos para emagrecimento, se este for necessário.

Barra fixa

A barra fixa é um teste em que a pessoa deve elevar o próprio peso, suspenso no ar, segurando uma barra fixa e mantendo-se por alguns segundos com o corpo elevado ou repetindo o movimento de subida e descida, avaliando-se, assim, a força do candidato.

É uma prova em que candidatos com sobrepeso ou pouca massa muscular terão severas dificuldades, pois, demanda uma quantidade significativa de força e uma vivência prévia com exercícios de musculação.

Assim como a corrida, a preparação para essa prova pode ser trabalhada em poucos meses com pessoas que apresentem uma composição corporal adequada, porém, se for necessário ganhar massa muscular ou perder gordura, o tempo de preparação pode ser longo, razão pela qual, é interessante fazer uma boa avaliação física assim que for tomada a decisão de estudar para um concurso com provas físicas.

Um erro comum ao se preparar para esse teste é não observar um intervalo adequado entre os treinos de corrida e de força, pois neste ocorrem pequenas lesões nas células musculares, as microlesões, não sendo proveitoso, portanto, treinar exercícios para barra todos os dias. O ideal é uma prescrição com um profissional especializado.

Natação

A natação avalia a capacidade de deslocamento na água e a aptidão cardio-respiratória. Normalmente, o estilo de natação é descrito no edital, quando é cobrada uma determinada técnica.

Nessa prova, a demanda física não é tão elevada, como na corrida ou barra fixa, porém, é um esporte onde é necessária uma apurada técnica de deslizamento na água e uma boa coordenação respiratória. Pessoas que têm uma boa vivência com natação podem conseguir completar a prova com poucos treinos, porém, iniciantes podem demorar muito a aprender as técnicas corretas de natação e respiração.

Saltos em distância

Os saltos avaliam a potência e coordenação motora do indivíduo e podem não ser tão difíceis como aparentam ser. Além disso, a cobrança não costuma ser muito alta.

Tratando-se de potência, deve ser considerada a relação peso/potência. O indivíduo que apresentar uma força muscular elevada terá uma enorme vantagem sobre os outros, porém, terá dificuldades, caso apresente gordura em excesso.

Outro fator imprescindível para alcançar uma maior distância é a utilização de técnicas corretas de salto e aterrisagem, que podem ser aprendidas em algumas sessões de treinamento. A técnica correta envolve projeções do centro de gravidade, mecanismos de impulsão e movimentos de braços.

Dentre os erros mais comuns estão o desconhecimento da técnica correta para saltos e o treinamento em terrenos impróprios para o exercício, podendo causar lesões articulares e lesões por sobrecarga articular devido a aterrissagens inadequadas. 

Conclusões 

Sem dúvidas, a carreira pública pode promover uma estabilidade financeira e uma grande qualidade de vida, porém, abdicar de hábitos saudáveis e apenas estudar pode afetar a qualidade do estudo, prolongando o tempo de preparação até a aprovação. Após todo o sacrifício, ser reprovado em uma prova de aptidão física pode ser muito frustrante, principalmente se a reprovação for por negligenciar a sua importância.

O treinamento físico na fase de estudos, além de colaborar para a qualidade de vida e bem estar, pode melhorar a qualidade do estudo, afinal, estar saudável e se sentir bem é essencial para um bom aprendizado.

Uma boa avaliação física na fase preparatória é essencial para traçar um planejamento coerente para conseguir completar os testes físicos com certa “folga”.

Dependendo do estado físico de cada indivíduo, a preparação pode durar meses, e em alguns casos, até anos, então, quanto mais rápido se buscar uma orientação especializada, menor será a ansiedade nas vésperas da prova, afinal, um candidato bem preparado sabe de suas capacidades e conseguirá vencer seus obstáculos. Se o candidato tiver meia hora diária para se exercitar sob a prescrição de um profissional especializado terá muito mais facilidade em cumprir sua prova, desde que siga todos os passos de uma boa preparação. Além disso, essa meia hora de exercício pode servir como um lazer, diminuindo o estresse e até mantendo a vida social um pouco menos prejudicada.

Capturar 1x

 

 

 

 

Felipe Nassau

Créditos e maiores informações:

Capturar xk

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Compare items
  • Total (0)
Compare
0