Personal deve continuar como profissão do futuro, mas como Coach

Profissões do futuro: 21 empregos que podem surgir nos próximos 10 anos

Prepare-se agora para uma carreira que ainda não existe. O futurologista britânico Ben Pring dá dicas do que pode vir pela frente.

Ben Pring, futurologista da Cognizant. (Foto: Divulgação Arquivo)

Em um futuro muito próximo, o mercado de trabalho irá sofrer fortes transformações. Uma das especialidades do britânico Bem Pring é prever o futuro. Ele não faz isso de forma exotérica, mas analisa tendências e projeta os rumos que o mercado de trabalho irá tomar. Com base nas previsões de Pring é possível imaginar os empregos que vão se destacar nos próximos cinco e 10 anos. Eles cobrem muitas áreas, mercados e tecnologias, mas todos estão envolvidos em três temas:

Coaching: ajudando as pessoas a melhorarem a administração de suas finanças e até mesmo seus pesos.
Cuidado: melhorando a saúde e a qualidade de vida das pessoas.
Conexão: trabalhando a relação homem e máquina, físico e virtual, comércio e ética.

Esses três “C’s” estão ligados a uma verdade universal de que não importa o quão tecnológica nossa idade se torne, nós queremos o contato humano.

Pronto para saber quais são as profissões do futuro e os empregos que podem bombar nos próximos anos?

Nos próximos cinco anos:

Data Detective (Detetive de Dados): A ideia aqui é gerar respostas de negócio significativas e recomendações a partir da investigação de dados. O candidato a uma vaga como essa deve buscar os dados e perseguir o que eles estão dizendo. Além disso, ele deve ser curioso, resiliente, diplomático e nunca aceitar não como resposta.

Bring Your Own IT Facilitator (Seu próprio facilitador de TI): O candidato ideal para uma vaga como essa cria flexibilidade para os usuários com o uso de aplicativos e infraestrutura desenvolvida dentro da empresa ou em ambientes de nuvem.

Ethical Sourcing Manager (Gerente de Origem Ética): Esse profissional vai investigar, acompanhar, negociar e fazer acordos sobre o fornecimento de produtos e serviços para garantir o alinhamento nos contratos com a questão ética de um público estratégico.

AI Business Development Manager (Gerente de Desenvolvimento de Negócios – Inteligência Artificial): O objetivo aqui é estar na vanguarda dos avanços em ciência da computação e vantagens de negócios. O trabalho será próximo a áreas de vendas, marketing e ao time de sócios.

Master of Edge Computing (Mestre em Edge Computing): Edge Computing é um modelo que descentraliza o armazenamento e/ou processamento de dados. Assim, tudo acontece mais próximo de onde os dados são gerados ou utilizados.

Walker/Talker: Parece assustador e é mesmo. Muita gente vai viver isolada, longe dos familiares (ou provavelmente sem família, pois serão filhos únicos de filhos único, ou seja, não terão irmãos, primos, tios, sobrinhos). Depois de perder pessoas próximas, vão precisar de alguém para conversar. Esse profissional vai passar um tempo com os clientes e sua principal atividade é prestar atenção no que eles dizem.

Fitness Commitment Counselor (Conselheiro de Compromisso de Aptidão Física): O que acha de ter alguém ao seu lado que motive você a praticar exercícios físicos, melhorar a sua nutrição e adotar um estilo de vida mais saudável? Pois é. No futuro, esse profissional vai ser bastante requisitado.

AI-Assisted Healthcare Technician (Técnico de Assistência Médica Assistida por Inteligência Artificial): Será responsável por construir um sistema de hospitais mais eficiente, que se preocupe com os pacientes e ainda seja mais preciso graças à tecnologia? Então, isso pode ser possível no futuro com essa função de examinar, diagnosticar, administrar e prescrever tratamentos para pacientes com o auxílio da inteligência artificial e médicos que são acessíveis remotamente.

Cyber City Analyst (Analista de Ciber Cidade): Se tem uma pessoa que pode assegurar um fluxo firme de informações sobre as cidades é esse profissional. Se você gosta de trabalhar com informações que envolvam dados dos cidadãos e dos recursos dos municípios, pode ser uma ótima opção.

Genomic Portfolio Director (Diretor de Portfólio Genômico): Aqui, o profissional precisa de uma experiência comercial grande. Ele criará e executará uma estratégia para aumentar o portfólio de produtos que envolvam a ciência da vida.

Man-Machine Teaming Manager (Gerente de Equipe Homem-Máquina): A colaboração entre homem e máquina vai ser uma realidade. Essa ocupação vai identificar tarefas, processos, sistemas e experiências que podem ser melhorados com a tecnologia.

Financial Wellness Coach (Coach de Bem-estar Financeiro): Você tem dificuldade de entender todas as taxas bancárias e alguns conceitos do mundo financeiro? Não se preocupe, porque um profissional que ajude você a lidar com essas coisas vai ser requisitado no mercado do futuro.

Digital Tailor (Alfaiate Digital): Com o crescimento do e-commerce, muitas roupas são devolvidas por não servirem. Esse profissional será essencial para resolver isso. Ele vai até a sua casa, pega as suas medidas com um sistema digital e faz os ajustes necessários. Isso pode aumentar a confiança dos consumidores online.

Chief Trust Officer (Diretor de Transparência): Trabalhar com a transparência nas finanças de uma organização, a integridade da marca e sua reputação serão grandes desafios para esse profissional.

Quantum Machine Learning Analyst (Analista de Machine Learning Quântico): A área de machine learning (do inglês, aprendizado de máquina), principalmente com a integração com o aspecto quântico, também é uma parte da ciência da computação que vai ganhar destaque. Seu trabalho vai aprimorar a velocidade e a performance de algoritmos de aprendizagem e problemas reais do mundo dos negócios o mais rápido possível.

Nos próximos 10 anos:

Virtual Store Sherpa (Sherpa de Loja Virtual): Você sabe o que são os sherpas? Trata-se de uma etnia que ajuda quem quer escalar montanhas, indicando o caminho e segurando os equipamentos. No futuro, esses sherpas do consumo vão ajudar os clientes a navegarem nas lojas e, com realidade aumentada, farão suas compras em cenários mais complexos dos que vivenciamos hoje.

Personal Data Broker (Corretora de Dados Pessoais): Monitorar e comercializar dados pessoais é a grande atividade desse profissional. Outras de suas responsabilidades são rastrear e consolidar novos dados e ajudar os clientes a entender e aumentar seus fluxos de renda de dados com suporte.

Personal Memory Curator (Curador de Memória Pessoal): Aqueles que sofrem com a memória também podem ter ajuda. Esse profissional vai consultar uma série de públicos específicos, a mídia e fontes históricas para refazer e formular experiências do passado para reduzir o estresse ou a ansiedade que a perda de memória provoca.

Augmented Reality Journey Builder (Construtor de Jornada de Realidade Aumentada): Você gosta de realidade aumentada? Então, essa poderia ser uma ótima carreira para seguir no futuro. Aqui, a ideia é projetar, escrever, criar, calibrar, gameficar, construir e personalizar viagens em realidade aumentada para as pessoas.

Highway Controller (Controlador de Rodovia): Imagine ter uma pessoa responsável por repensar como o espaço entre a estrada e o ar devem ser gerenciados? Esse profissional será encarregado disso, já que será necessário controlar carros e drones.

Genetic Diversity Officer (Diretor de Diversidade Genética): Facilitar a rentabilidade e a produtividade de uma organização e, ao mesmo tempo, promover um ambiente de inclusão genética são algumas de suas funções. Além da orientação sexual, da questão étnica e da igualdade de gêneros, a igualdade genética e a inclusão de pessoas que passaram por algum tipo de modificação genética terão pontos de atenção.

Cursos que você pode fazer para trabalhar nessas áreas:

Tecnologia da Informação
Engenharia de Computação
Engenharia Civil
Educação Física
Nutrição
Arquitetura e Urbanismo
Administração
Moda
Comunicação Social
Medicina

E quais serão as profissões que vão desaparecer?
Segundo as previsões do futurologista, 10% dos empregos de hoje serão substituídos por softwares nos próximos 10 ou 15 anos. Por outro lado, a tecnologia também pode criar profissões.

O especialista faz um alerta para os trabalhos que apresentam um risco maior de desaparecer. Aqueles que seguem uma rotina restrita, como por exemplo, o trabalho de um bancário, estão na berlinda. Ele pode ser substituído por um software e desempenhar essa função de uma forma mais rápida. Um jornalista, por exemplo, ainda teria emprego garantido, afinal, a criatividade e a habilidade de escrever são difíceis de automatizar.

Créditos:

Quero Bolsa | 15/08/2018 17h35 Atualizado 15/08/2018 17h35

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Compare items
  • Total (0)
Compare
0