Personal de academia de luxo em Belém é presa por usar licença profissional falsa

Suspeita utilizava uma carteira no nome de uma profissional de São Paulo. Ela deve responder pelos crimes de estelionato e falsidade ideológica.

Uma mulher que trabalhava como personal trainer foi presa nesta quinta-feira (12) suspeita de falsificar documento para atuar como professora de educação física. Segundo a Polícia, ela trabalhava na academia de um condomínio de luxo em Belém.

Nas redes sociais, ela tinha diversas publicações mostrando o trabalho como personal trainer e tinha mais de 3.500 seguidores. No perfil, ela diz que é possui graduação e pós-graduação em Educação Física.

De acordo com a Polícia, a suspeita deve responder pelos crimes de estelionato e falsidade ideológica por utilizar carteira com nome de uma profissional de São Paulo que atua na área.

A prisão ocorreu em ação da Divisão de Investigação e Operações Especiais (Dioe) da Polícia Civil do Pará em conjunto com o Conselho Regional de Educação Física (CREF).

Créditos:

Por G1 PA, Belém

12/07/2018 16h22  Atualizado 12/07/2018 16h29

Comentário do Trainer Brasil:

Em mais uma fiscalização pelas autoridades, foi identificada uma pessoa se passando por profissional de Educação Física e Personal.

Lastimável o fato, com a possibilidade de cursar o curso de Educação Física e ter o seu próprio registro profissional,  as pessoas que buscam por meio fraudulentos oferecer seus serviços ao mercado, tem a ilusão que nunca serão descobertos, tá ai a prova que os caminhos tortuosos não valem a pena.

Parabéns as autoridades, pela retirada de mais um prestador de serviço que não estava habilitado e legalmente certificado para oferecer seus serviços para a sociedade. Fica aqui a demonstração de  um dos principais papeis da sistema CONFEF/CREF, que é proteger a Sociedade e a profissão de pessoas que não estão formadas e capacitadas a ser passar por um “Personal Trainer”.

Considerando a clonagem apresentada na reportagem fica aqui uma dica da nossa equipe de TI, de forma regular busque no Google o número do seu CREF  e seu nome como possibilidade de identificar eventuais  tentativas de clonagem e uso do seu nome e registro profissional.

Identificando alguma ocorrência estranha, a melhor sugestão é comunicar ao CREF da sua cidade ou estado para a abertura de uma investigação na identificação de eventuais fraudes como foi este caso  apresentado pelo o G1 de Belém.

Personal fique atento com seus dados profissionais!

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Compare items
  • Total (0)
Compare
0