Gestão financeira para Personal: Como fazer?

Saber lidar com a gestão financeira é importante para todos que estão empreendendo de alguma maneira, independente do seu ramo de atuação.

Para o profissional que trabalha como personal trainer, isso não é diferente. Aliás, quando este tem uma visão empreendedora, desenvolve a capacidade de extrair muitas vantagens, tal como obter uma maior renda, flexibilidade nos horários, fidelização de clientes e muitas outras vantagens.

Junto a isso, muitas responsabilidades também devem ser cumpridas. Saber gerenciar o lado financeiro do negócio é uma delas e é uma das atividades que determinam o sucesso do negócio.

Se você se identificou com essa realidade e não sabe por onde começar, fique tranquilo! Preparamos este conteúdo exclusivo para você aprender a lidar com a gestão financeira do seu negócio. Continue acompanhando a leitura conosco!

Como fazer a gestão financeira sendo um personal trainer?
Tenha em mente que, assim como quase tudo no mundo dos negócios, não existe uma fórmula pronta que vai lhe garantir que a gestão financeira será feita com excelência.

No entanto, existem boas práticas e rotinas que sabemos que ajudam a garantir que seja feito um bom trabalho nesse sentido.

Listamos abaixo algumas delas, que, juntamente a uma boa dose de dedicação durante o dia a dia, serão determinantes para alcançar esse objetivo. Não tem como dar errado! Confira:

1. Separe um tempo para a gestão financeira
O primeiro requisito para você conseguir fazer uma gestão financeira eficiente é ter tempo para realizar essa atividade.

Não tem jeito, você vai precisar encará-la como uma tarefa prioritária, caso contrário ela vai ficar sempre sendo deixada de lado, podendo virar uma bola de neve.

O ideal é organizar o seu tempo e separar alguns períodos para lidar com isso durante a semana. Lembre-se de que gerenciar uma renda que é variável é um pouco mais complicado quando comparamos com o cenário em que se recebe um salário fixo.

Então, separe esse tempo e se dedique religiosamente para a gestão financeira, o que ajuda a ter sempre o controle da situação.

2. Faça um bom planejamento financeiro
Pois bem, entrando um pouco mais na parte prática da coisa, planejamento é uma das palavras-chave para ter uma boa gestão financeira.

Apesar disso, saiba que planejar as suas finanças de modo adequado não é tão difícil quanto parece. Primeiramente tente identificar o seu padrão de gastos, ou seja, como você está lidando com o dinheiro que entra no negócio.

Após isso, trace objetivos e metas. É importante que você seja realista para que essa parte seja feita com eficiência. Feito isso, é hora de pensar em algumas projeções de receita e despesas para o futuro.

Pronto, agora é só acompanhar o andamento ao longo do ano, fazer as correções necessárias e gastar o seu dinheiro de forma consciente.

3. Crie uma rotina
Não basta apenas planejar, é preciso colocar a mão na massa e partir para a execução também! Então, a melhor maneira de conseguir esse feito é criando uma rotina para a gestão financeira do negócio.

Se estivéssemos lidando com uma empresa comum, a rotina seria: checar o saldo, abrir o caixa, registrar vendas, fechar o caixa, entre outras atividades.

Pois bem, analise quais dessas ações fazem sentido para a sua atividade como personal trainer e crie o hábito de realizá-las sempre que for preciso.

A dica aqui é criar uma rotina que seja a mais simples possível, mas que também seja abrangente em relação a todas as suas obrigações financeiras. Defina o que precisa ser feito todos os dias, semanas e meses e depois é só partir para a execução!

4. Faça análises periódicas
Agora que você já sabe que é importante planejar e executar, trazemos uma nova atividade que também é importante para a gestão financeira: fazer uma análise de como anda a situação financeira do negócio.

É importante que você separe um tempo para fazer isso, principalmente no que diz respeito a verificar como andam as entradas e saídas de capital.

Dessa forma, você terá plena ciência de como está o estado da saúde financeira da sua vida profissional, podendo sempre pensar no futuro, independentemente se as coisas andam bem ou não. Você saberá se precisará poupar dinheiro ou se pode investi-lo, por exemplo.

5. Trabalhe para captar clientes
Entenda que, para fazer uma gestão financeira, é preciso que você tenha uma movimentação de dinheiro mínima. Da mesma maneira, para que você possa ter trabalho, é preciso ter alunos.

Então, tenha em mente que você vai precisar de um tempo para captar novos clientes também. Afinal, eles são a grande razão da existência do seu negócio.

As possibilidades para adquirir cada vez mais clientes são vastas. Vão desde fazer parcerias, trabalhar com indicações e até utilizar o marketing digital para atrair novos alunos pela internet.

O importante é que você consiga realizar o seu trabalho sem maiores preocupações nesse sentido.

6. Implante a cobrança recorrente
Uma das maneiras de suavizar o trabalho da gestão financeira, e também conseguir focar mais tempo no que gosta, é trabalhar com a cobrança recorrente.

Para quem não conhece, esse método envia as cobranças para o cliente de forma automática, conforme um certo período. Por exemplo, posso definir que a cada mês um determinado cliente receberá a cobrança da mensalidade diretamente em seu e-mail.

Esse método facilita a vida tanto do personal quanto do aluno, pois reduz o trabalho de cobrança do profissional e ajuda o cliente a pagar pelo serviço por meio da forma de pagamento que mais o agrada.

Hoje já existem algumas soluções para pagamento recorrente no mercado, basta escolher a que possui o melhor custo-benefício.

O personal trainer pode adotar o MEI?
Infelizmente a resposta para essa pergunta é não. O comitê gestor do Simples Nacional alterou as regras referentes ao Microempreendedor Individual (MEI) e ao Simples Nacional, impedindo que o profissional que trabalha como personal trainer opte por esse regime de tributação.

A justificativa para essa mudança é que esses profissionais estão passando facilmente o limite de faturamento estabelecido pela modalidade, que é de R$ 5 mil por mês ou R$ 60 mil no ano.

Sendo assim, o personal trainer deverá estudar outras possibilidades para se formalizar. O importante é não deixar de fazer isso e trabalhar de forma legal.

No mais, ressaltamos que é extremamente importante contar com um suporte de profissionais especializados tanto para fazer uma boa gestão financeira quanto para buscar a melhor opção de formalização.

Quer receber mais dicas sobre gestão financeira? Então, siga o nosso perfil no Facebook!

Créditos e maiores informações sobre o tema:

 

 

 

 

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Compare items
  • Total (0)
Compare
0