Cresce polemica sobre acesso e taxas para Personal

Profissionais questionam lei que muda regras em academias

Lei que dá passe livre a personais trainers particulares foi sancionada ano passado

O vereador João Rocha (PSDB), presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, recebeu proprietários de academias nesta terça-feira (26). Os profissionais de Educação Física questionam a aplicação da lei que dá acesso livre ao personal trainer particular aos estabelecimentos para acompanhamento dos alunos e, caso a academia ignore, poderá pagar multa superior a R$ 4 mil. A reunião ocorreu no plenário Edroim Reverdito, na sede da Casa de Leis, e também contou com a presença de representantes do Conselho Regional de Educação Física da 11ª Região MS-MT (CREF/11).

A categoria alega que a lei, aprovada no final de 2015 pelo vereador Eduardo Cury, é inconstitucional e precisa ser reparada. Marcelo Miranda, conselheiro do Conselho Federal de Educação Física (Confef) acredita que houve um grande equívoco ao sancionar a lei e o melhor caminho para reverte-la é na Câmara Municipal.

Atualmente, a Capital tem cerca de 300 academias e a solução proposta pelo vereador e também profissional de Educação Física, João Rocha, foi a criação de uma comissão que poderá levar ao Conselho sugestões de alterações na lei. A expectativa é que, até a próxima semana, no fim do recesso parlamentar, o documento seja entregue à presidência da Casa.

Créditos: Correio do Estado.com.br | MARIANE CHIANEZI

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Compare items
  • Total (0)
Compare
0