3 dicas para o posicionamento de mercado no personal

Cada vez mais clientes procuram o serviço de Treinamento Personalizado para atingir seus objetivos de forma segura e otimizada, tornando o mercado de Personal Training em constante estado de crescimento. Para que a qualidade deste serviço possa crescer na mesma magnitude, alguns detalhes devem ser observados com atenção, como o Posicionamento de Mercado do Personal Trainer.

De acordo com Ries e Trout (2009), o Posicionamento de Mercado começa com um produto, ou seja, uma mercadoria, um serviço, uma empresa, uma instituição ou até mesmo uma pessoa. Pode ter certeza de que o Personal Trainer está incluso. Sendo assim, o posicionamento, ainda de acordo com os autores, tem a ver com o que você faz com a mente do seu cliente. Como ele enxerga seu trabalho? Como ele percebe você no mercado?

OBSERVAÇÃO: Não importa o que você faz no mercado, mas sim como você é percebido pelo seu cliente. Guarde esta frase.

Abaixo, 3 dicas de como se posicionar de forma eficaz no mercado de Personal Training e obter o retorno almejado.

Dica 1: ESCOLHA SEU PÚBLICO ALVO.

Seria pouco provável um profissional ser percebido como um especialista atendendo todos os tipos de público. Conseguiria ser uma referência atendendo aqueles que procuram alto rendimento (competição), qualidade de vida, fortalecimento após tratamento fisioterápico, reabilitação cardíaca, ou seja, públicos bem distintos? Ainda vemos profissionais bem sucedidos trabalhando desta forma. Observe, o mercado cresce a cada dia, sendo arriscado insistir nesta prática nos próximos anos. Se deseja sucesso por longo período, escolha seu público.

– Escolha por faixa etária ou sexo: Pode escolher trabalhar com crianças, adultos, idosos, homens ou mulheres. Será percebido como especialista em determinada faixa etária ou sexo, atendendo aos mais diversos objetivos;

– Escolha por objetivo: Pode escolher entre os que procuram alto rendimento, saúde, qualidade de vida, desenvolvimento físico após tratamento fisioterápico, estética, etc. Vale ressaltar que qualquer faixa etária pode buscar um destes objetivos, cabendo ao profissional se aprofundar um pouco mais sobre a faixa etária do cliente. Recomendo trabalhar de acordo com o objetivo do cliente e não como no item anterior.

O mercado ainda não cresceu o suficiente para as superespecializações, como por exemplo: “crianças do sexo feminino que buscam alto rendimento”. Em algumas profissões, como a medicina, já encontramos os superespecialistas. Por exemplo: Médico, ortopedista (especialista) especializado em cirurgia de mão (superespecialista). Se o Personal Trainer, hoje em dia, escolher uma superespecialização, poderá traçar um futuro bastante promissor, mas correrá o risco de não ter retorno imediato, levando a frustrações em curto espaço de tempo.

Dica 2: INVISTA EM CREDENCIAIS.

Formar-se em Educação Física e registrar-se no Conselho Regional de Educação Física da sua região não o torna a melhor opção na mente do seu cliente. Procure fazer cursos ligados aos objetivos dos clientes que deseja atender e exponha-os em suas publicações.

Um currículo vitae é importante em uma contratação, mas os responsáveis pelas empresas confiam muito nas indicações daqueles que são de confiança. No Personal Training funciona da mesma forma, mas quando inserimos em nossas postagens as nossas credenciais, criamos uma imagem de especialista na mente do cliente potencial. Não esqueça de procurar instituições de renome para estudar, pois fazer cursos de forma aleatória apenas para preencher currículo, além de não capacitá-lo, faz com que você jogue dinheiro fora. Valorize sua carreira. Quanto mais credenciais importantes tiver em seu currículo, mais você poderá cobrar pelo seu serviço, tornando-o distinto do trabalho dos blogueiros de plantão.

Dica 3: VALORIZE SUA HORA/AULA.

Cada curso que você faz torna-o mais capaz. Cobrar o mesmo valor de um profissional que não se capacita periodicamente pode posicioná-lo no mercado de forma diferente daquela que deseja. Muitos profissionais se posicionam pelo valor de suas horas/aula. Não recomendo, mas fique atento ao que o mercado oferece aos clientes que você deseja atender.

Não recomendo cobrar mais do que o profissional com mais credenciais do que você onde você atua, a não ser que sua fila de espera esteja maior. Caso sua fila de espera seja composta de clientes que têm o mesmo objetivo, é exatamente assim que você está sendo percebido pelo mercado. Você pode aproveitar a oportunidade e investir cada vez mais neste segmento ou mudar todas as suas estratégias, investindo em ações que façam com que o público perceba você da maneira que deseja.

Conte comigo para atingir o seu objetivo, será um prazer.

Autor:

fabio

Fábio Cantizano
Especialista em Administração e Marketing Esportivo,
Diretor Executivo do GCAPE.

Para saber mais e acompanhar o trabalho do Prof. Fábio acesse:

http://gestoresportivo.com.br
https://www.facebook.com/educacaofisicasa

 

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Compare items
  • Total (0)
Compare
0